Ativistas nus e cobertos de sangue pelos animais na Espanha

No último domingo na Espanha mais de 100 ativistas da ONG Anima Naturalis se manifestaram ficando nus e com seus corpos manchados de sangue falso e empilhados um em cima do outro assim como os corpos dos animais na indústria de peles. Esse protesto aconteceu no centro de Barcelona na Praça da Catalunha e tinha como objetivo alertar e exigir o fim do comércio de peles e a crueldade animal. Nos cartazes dos ativistas havia um questionamento: “Quantas vidas só por um casaco?”. A ONG se reúne todos os anos e esse foi décimo ano consecutivo promovendo essa manifestação contra a exploração animal.img_ativismo_espanha4O objetivo principal da manifestação segundo Aida Gascón diretora da ONG Anima Naturalis / Espanha era sensibilizar o máximo de pessoas sobre o uso de peles e toda a crueldade que é escondida pela indústria. O comércio de peles mata por ano mais de 60 milhões de animais em todo mundo, e para quem não sabe furões, raposas, martas, coelhos, focas, lontras, vacas, chinchilas e até mesmo na China cães e gatos são os principais animais mortos pela indústria de peles para fazer casacos e acessórios. Para se fazer um casado de pele a indústria mata 20 raposas, lobos, linces ou 70 coelhos e 300 chinchilas.img_ativismo_espanha3Atualmente existem muitas alternativas de vestuários sem que tenha que matar qualquer animal para isso, os países que mais produzem peles para vestuários no Mundo são a China e Dinamarca. Veja as imagens da manifestação e assista o vídeo. ©Todas as Fotos por Nelson Montalván.img_ativismo_espanha2 img_ativismo_espanha1