Bullying contra veganos? Como lidar com ele no trabalho?

O crescimento do veganismo no Brasil é muito recente e há pessoas que não entendem muito bem quando dizemos que não comemos animais. Mais ainda: existe um espanto quando dizemos que viramos veganos, não por problema de saúde, mas pelo fato de que amamos os animais. Dentro disso, é cada vez mais comum o bullying contra veganos e, quando a origem deste vem do trabalho, é importante conhecer algumas dicas de como lidar com a situação quando ela começa a incomodar. Veja algumas dicas sugeridas pela Vegan Society abaixo:

  • Tente lidar informalmente com a questãoimg

Antes de levar o problema para âmbitos superiores, você pode tentar conversar com seus colegas sobre como as piadinhas incomodam, pois, muitas vezes, algumas pessoas não se dão conta.

Outra forma, é responder gentilmente sobre as piadas, tentando explicar o que é veganismo. Além disso, você pode levar guloseimas veganas para o trabalho e oferecer para o pessoal. Às vezes, o preconceito pode acabar ali mesmo! Se não resolver, sempre mantenha a calma, pois o objetivo da provocação é provocar e se não funciona, para eles, não tem graça. Por fim, aborde os provocadores de maneira distinta, dependendo da personalidade e do grau da brincadeira.

  • Se não funcionar, dirija-se aos recursos humanos da empresa e informe-se sobre a política anti-bullying da mesma. Como as próprias pessoas dos direitos humanos podem ser preconceituosas, mantenha um diário com a hora e dia de cada bullying e natureza da provocação, bem como quem a fez. Isto pode te ajudar a provar o acontecido.
  • Se a empresa não se interessar e demonstrar que não se importa em resolver a situação, um processo legal é possível, mas como sabemos que a justiça é lenta no Brasil, caso a solução seja incontornável, é possível procurar ajuda legal para mudar de emprego ou resolver a situação em acordo.img_trabalho1

 Meu caso

Às vezes parece estranho pensar que este tipo de bullying aconteça, mas em várias situações de trabalho, eu sempre era a primeira vítima das piadinhas, principalmente em almoços ou reuniões contendo alimentos. Como o fato se dava repetidamente, a solução que arranjei para mim, foi me distanciar dos “happy hours” e festinhas com comida. De fato, o problema desta solução é que algumas oportunidades de contato são perdidas, mas só cogitei fazer isso pelo fato de que ainda me pareceu mais vantajoso poder comer em paz e de acordo com meus ideais do que ter que ouvir pela enéssima vez como aquele bezerro ao alho é agradável. De fato, antes só que mal acompanhada!

Para conhecer as dicas da Vegan Society na íntegra: