Marca de calçados lança comercial que questiona exploração animal, MAS…

Uma nova campanha publicitária da “Reebok” (grupo Adidas) mostra uma galinha fugindo do matadouro, para se tornar livre. O ato de correr da galinha e sua busca pela libertação das mãos do açougueiro simbolizam a liberdade que a linha “Reebok” trará aos pés dos corredores, que, ao invés de viverem presos em academias (“no free ranges”) correm livres pelos campos. A marca aposta no slogan “Live free range” e é interessante que uma causa animal esteja sendo discutida por uma grande marca que atinge em sua maioria, pessoas que não refletem muito sobre a origem dos produtos que compram.

img_galinhafreereal

Por outro lado, tudo não passa de campanha publicitária, a qual possivelmente está atrás de englobar um público mais ecologicamente correto. De fato, tanto a Reebok como a Adidas usam couro em seus produtos, o que só demonstra que o grupo não está exatamente preocupado com a libertação dos animais. Além disso, a propaganda deixa no ar a idéia de que é melhor ser “free range”, ou seja, “galinha dos ovos felizes”, do que ser uma galinha que é verdadeiramente livre, sem nenhuma ligação ou obrigação para com os humanos.

Realmente, pode-se dizer que a campanha é um indicativo de que a pressão dos grupos de direitos dos animais está se fazendo cada vez mais presente, mas ainda falta bastante para que as empresas percebam o real sentido de libertação animal.