Tubarão branco morre 3 dias depois de ser feito prisioneiro em aquário

Atualmente, são muitas as pessoas que são contrárias a colocar passarinhos em gaiola, pois fica bastante óbvio que os pobres animais são feitos prisioneiros e, se antes, tinham todo o céu para avoar, na gaiola ficam presos em espaços minúsculos, sendo ainda vítimas de mutilação em suas asas para que não fujam.

Mas e os aquários? Quanto a aquários as pessoas ainda não conseguiram perceber que estes não passam de gaiolas aquáticas e, se antes os peixes e animais marinhos em geral tinham todo o oceano para viver, eles passam a viver em tanques pequeninos e sob o estresse constante do contato humano, representado pelos visitantes, que juram amar os animais.img_tub_3 Assim como passarinhos morrem de tristeza quando postos em gaiola, o mesmo se dá com peixes, tubarões, orcas e outros animais aquáticos prisioneiros e infelizmente aconteceu recentemente no Japão uma tragédia que deixou as associações de proteção animal em polvorosa, pois um tubarão branco recentemente capturado para exposição em um aquário, recusou-se a comer tudo que lhe ofereciam e morreu de fome três dias depois de ser feito escravo.img_tub_2Agora, o aquário começa a se desculpar pelo acontecido e afirma que a sua missão é apenas educar crianças e adultos sobre a vida marinha. Educam, claro, mas não sobre a beleza dos animais em seu habitat natural, mas sim sobre a visão de que os seres humanos podem prender e torturar animais para seu regojizo.img_tub_1Até então, todos os tubarões brancos que foram postos em cativeiro morreram poucos dias depois. Atualmente, aquários continuam a ser visitados por milhões de pessoas em todo mundo. Vamos torcer para que a morte deste tubarão não seja em vão e para que as pessoas tomem consciência de que animais merecem ser livres e não prisioneiros.